Carnaval 2023

17/Feb - 25/Feb

Acadêmicos do Cubango

Biografia

  • Presidente: Rogério Belisário
  • Reina de Bateria: Thais Macedo
  • Carnavalesco: Raphael Torres e Alexandre Rangel

LIESA no ha divulgado las informaciones del Carnaval 2022

Pero no se desespere... abajo usted puede comprobar lo que rodó el año pasado.

Información del Carnaval 2022

Grupo Grupo de Acceso
Día de desfile 25/febrero
Hora del desfile 23:15

Tema - Enredo

Onilé Cubango

Sinopsis

Onilé, orixá da terra, é uma divindade feminina que representa a base de toda a vida, a Terra-Mãe, e é relacionada a tudo que há sobre o Planeta Terra. Originalmente exerce seu patronato sobre tudo que se relaciona á apropriação da natureza pelo homem, o que inclui a agricultura, a caça e a pesca e a própria fertilidade. Grande parte dos seguidores do candomblé nunca ouviu falar ou teve apenas vagas referências sobre Onilé, mas em antigos terreiros da Bahia e em candomblés africanizados, preservam tradições que em grande parte se perderam na diáspora iorubana. Onilé é assentada num montículo de terra vermelha e acredita-se que guarda o planeta e tudo que há sobre ele, protegendo o mundo em que vivemos e possibilitando a própria vida. Para muitos seguidores da religião dos orixás, interessados em recuperar a relação orixá-natureza, o culto de Onilé representaria, assim, a preocupação com a preservação da própria humanidade e de tudo que há em seu mundo, "Eu saúdo o orixá / Saúdo Onilė / Salve a Senhora da Terra". A criação do Mundo No principio, Olorum o ser supremo, governador do plano divino (Orun) resolveu criar a Terra (Aiê) e deu a cada orixá um pedaço do mundo, uma parte da natureza de acordo com o gosto de cada um. Então Odudua criou a Terra e todo o universo, Oxalá ficou com a criação do homem e todos os seres a partir do barro de Nanã, Oxumaré com o movimento da Terra e o ciclo da natureza, Iemanjá com os mares e oceanos, Oxum com os rios e cachoeiras, lansã com os ventos e os raios, Xangô com os trovões e o fogo, Ogum com o ferro e todos os metais, Oxóssi com as matas e todos os animais, Ossaim com as folhas e as ervas medicinais e a Obaluaê foi reservado o poder da cura de todas as doenças e pestes. O governo da Terra ficou com Onilé, responsável por tudo que é produzido e extraído da terra, faz a representação do poder ancestral do planeta Terra. Então Olorum retirou-se do mundo para sempre e deixou o governo de tudo por conta dos orixás. Eles são o próprio mundo, com suas forças, elementos, energia e propriedades, mundo que tem por base Onilé, a Terra, o planeta que habitamos, nosso mundo material Os senhores da Terra Provém de Odudua todos os elementos que compõem a natureza e que foram entregues aos orixás para serem por eles administrados e cuidados. Assim, Onilé também precisa dos orixás para manter em pleno funcionamento o Planeta Terra. Algumas divindades estão diretamente em contato com o solo, cuidando e preservando, como Nanã, Oxumaré, Oxóssi, Ossaim, Ogum e Obaluaê. Essa ligação é através da agricultura, das matas, dos metais retirados do seio da terra ou da lama. E eles são denominados também de Onilés, os senhores da terra, porque a sua primazia é zelar pelo meio ambiente, mantendo o equilíbrio e a vida do planeta. A sagrada Terra A Terra é o símbolo sagrado por excelência, e Onilé é a guardiã desse espaço sagrado que carrega no seu interior o mistério da vida e da reprodução. Generosa e poderosa permite uma interação perfeita e equilibrada entre os elementos da natureza e o ser humano. Se o homem a protege e respeita, ela lhe dá tudo o que produz, sendo abundante em sua diversidade. Com suprema sabedoria, acolhe e fecunda sementes, gerando assim novas vidas e novas gerações. O mar, os rios, as matas e as florestas possuem vida em abundância, graças a diversidade e a generosidade dessa divindade. O Planeta Terra em nossas mãos Tudo que Olorum criou junto com os orixás, a humanidade vem degradando em ritmo catastrófico. Onilé não suporta mais as adversidades que o homem lhe impõe, materializando situações extremas em resposta ao desequilíbrio por ele provocado, pois a sobrevivência da humanidade depende diretamente da preservação do meio ambiente. Dessa forma, cabe ao homem, como um ser provocador de mudanças, interferir em seus próprios atos, semeando atitudes de preservação e lutar pela sobrevivencia do nosso Planeta.

Letra de la Samba Enredo

Ô ô…


Sou a nobre nega mina


Lá da roça da Sabina


O quintal de salvador


Ô ô… Preta Flor!


Fiz da arte a cartilha


Pra vencer toda quizila


Um caminho de amor


Rezava o Rosário de Maria


Ouvia os tambores do Lugar


Seguia a minha fé em romaria


Na velha guia e no patuá


A Chica de Quelé, Exu deu direção


No ilê axé de São Sebastião


Janeiro começou já era dia seis


Rainha em dia de Reis


A Eparrei! Ela é oya, bela oya


Magé Bassã… Yalorixá


Sou filha de Oxóssi caçador


Odé odé oke arô


Bradei a voz da cor


meus ancestrais foram pilares


Francisca… do clã nagô


forjada em ventre de palmares


mamãe chamou a luz de Orum vi clarear


E fiz morada no infinito de Oxalá


Ê baiana dos ventos e trovões


Que a força de Iansã leve amor aos corações


Batuqueiro toma frente na batalha


Desce a mão no couro pro senhor da palha


Na pedra fria, no pé do morro


Dizem que mora um velho lá


Sou Cubango de atotô, axé!


Chama viva da negrura…


Chica Xavier!


Sou Cubango de atotô, axé!


Chama viva da ternura…


Me chamo Chica Xavier

Leer más

Hable con nuestros asesores

Registrese y acceda

Recibir ofertas de billetes, paquetes de hotel, consejos y más para disfrutar del Carnaval de Río.

Logo Cadastur Logo ABAV Logo IATA Logo Embratur Logo Embratur